iPod

terça-feira, outubro 27

Era uma vez... sem o Lobo Mau

Mais uma vez* venho aqui fazer relato de uma história de esquecimento com final feliz (era bom que a da 2ª circular também terminasse assim...)
*eu sei que ficava bem linkar o mais uma vez, para remeter para as outras, mas não estou com pachorra para as procurar por este blog fora

Hoje de manhã dei conta que não tinha os óculos de sol.** Ainda nutri a esperança que tivessem ficado escondidos no carro. Quando cheguei ao carro não estavam. Ainda tive esperança que tivessem ficado esquecidos em casa. Voltei a subir. Voltei a descer, de mãos a abanar.

Na verdade, logo que dei pela falta deles vi o filme todo. Vi-me na caixa self-service do Continente a pousá-los em cima da dita, para ter as mãos livres para as manobras de operadora de caixa.

Às 9:30 estava lá, no local do crime. Às 9:45 tinha-os de volta à ponta do meu nariz.
Espantados?

Eu não. Como costumo dizer e cada vez tenho mais a certeza de ter razão, o mundo não é habitado apenas por capuchinhos vermelhos, mas também não há um lobo mau a cada esquina da floresta.

No meio disto tudo, só tenho a lamentar o facto de não viver nos EUA.
Porquê? Ainda perguntam?

Já imaginaram as férias paradisíacas que faria com a indemnização choruda que receberia por ter perdido uns óculos limpos e mos terem devolvido sujos?!...



**pronto eu não vos devia dar o ouro todo... claro que o facto de serem Mango em vez de Prada deve ter ajudado um pouco alguém a praticar uma boa acção... há uns bons anos, tive uns Channel que, na Papelaria Fernades do Rato, não tiveram a mesma sorte.

16 comentários:

  1. olha eu estou sempre a perder os meus o que vale é que a maior parte das pessoas da minha zona já os conhece e acabam sempre por mos devolver, loolll

    ResponderEliminar
  2. Sempre ouvi dizer que todas as Loucas têm sorte! ;)

    ResponderEliminar
  3. espero bem que sim, bem precisava agora!

    ResponderEliminar
  4. Então, vais jogar no euromilhões?

    ResponderEliminar
  5. não, não me parece, dinheiro não traz felicidade, embora possa ajudar muito, eu nem sabia o que havia de fazer com tanto dinheiro.

    ResponderEliminar
  6. então para que necessitas de sorte?
    olha, costumo dizer que se não traz felicidade, ajuda muito. vamos lá ser sinceros. entre estares com uma ganda neura, agarrares no teu carro e ires dar uma volta a um lugar bonito, fazeres um bom jantar e regressares a uma casa agradável ou pegares no passe social, enlatares-te com o mesmo pessoal que encontraste logo pelas 8h no sentido contrário e chegares a uma casa onde mal te mexes com o jantar por fazer e o frigorifico vazio, não é a mesma coisa, pois não?
    Não ser o centro da felicidade é outra coisa.

    ResponderEliminar
  7. tas muito realista hoje, mas suponho que tens razão, só acho é que não vale a pena desesperar por tentar que nos saia alguma coisa como eu conheci um menino que só sabia ficar à espera que lhe saisse o euromilhões! vamos mudar de assunto!

    ResponderEliminar
  8. acho que te enganaste, querias dizer: só se for chá, não era?

    ResponderEliminar
  9. não, ando farta de cházinhos e panos quente e comprimidos para dormir eu quero mesmo é cogumelos!!!

    ResponderEliminar
  10. sabes o que te digo, amiga? quase tudo nesta vida se cura com beijinhos. mas não digas a ninguém. é segredo.

    ResponderEliminar
  11. pois o pior é apanhá-los!! e esse segredo eu acho que já sabia. então e os cogumelos, há falta de quem nos dê beijinhos?

    ResponderEliminar
  12. não. a minha M. dá-me muitos. acabei de ter uma sessão deles!

    ResponderEliminar

O teu raio de sol...

Blog Widget by LinkWithin