iPod

sábado, junho 13

Noites assim


Apetecia-me ficar na contemplação muda do silêncio, sentindo o ar quente a percorrer a pele, desnudando os sentidos. Ficar à escuta, saboreando a noite que dorme, embalada pelo doce e melodioso grilo que canta feliz a chegada do calor. Nestas noites a noção de plenitude ganha um sentido maior. A mim, tornam-me mais inteira.

E apetecem tanto sonhos cor de rosa...

1 comentário:

  1. Anónimo13.6.09

    uau mas isto é pura poesia, adorei...bj

    ResponderEliminar

O teu raio de sol...

Blog Widget by LinkWithin